Compartilhando conhecimento

Prática da musculação deve ser incentivada nos idosos

. | postado em 08/07/2021

6 Julho 2021  | Seção: Colunas & Artigos  |  Categoria: Artigos

A medicina e a ciência do movimento evoluíram com pesquisas e chegou à conclusão que o melhor exercício para o idoso é a musculação.

 

Sabemos da importância da prática da atividade física em todas as idades (crianças, adolescentes, adultos e idosos), pois o exercício melhora o condicionamento físico, o ganho de massa muscular, controla o peso e diminui o risco de doenças como o diabetes e hipertensão arterial. Claro que em cada faixa etária existe o tipo mais adequado para que existam os benefícios e essas pessoas possam desfrutar disso. No caso da população idosa, com a devida orientação do profissional de educação física, a musculação deve ser incentivada, pois, o treinamento com peso aumenta a densidade óssea, combatendo a osteoporose, fortalece o sistema musculoesquelético, evitando problemas cardíacos, produz uma maior força muscular, o que se realiza na melhora da coordenação motora.

Na infância, por exemplo, o mais indicado é o esporte em grupo para uma boa interação entre aqueles pequenos que estão em formação. O futebol é um bom esporte nesta fase. As crianças podem estimular o desenvolvimento ósseo, cardiovascular e aprendem sobre regras, por exemplo. Adultos já procuram esportes mais isolados para resolver o estresse do intenso dia de trabalho. Ali será o momento de jogar fora aquele fardo. Esportes como boxe, ciclismo e corrida podem satisfazer muito bem este faixa etária. E o idoso? Você já parou para pensar qual poderia ser o melhor exercício físico para este grupo? Se formos analisar, notamos que boa parte dos idosos está ali nos parques e orlas praticando caminhadas ou alongamentos. Mas definitivamente estas não são as melhores opções de exercício.

A medicina e a ciência do movimento evoluíram com pesquisas e chegou à conclusão que o melhor exercício para o idoso é a musculação. De fato, pouco se vê pessoas acima de 60 anos praticando este exercício resistido. Mas as contribuições dessa prática são inúmeras, desde o ganho de força, por aumento da massa muscular, até a diminuição do risco de queda e fraturas. Lembrando que a queda no idoso é um dos piores prognósticos, pois causa dependência de outros, nos casos mais graves.

Além disso, a falta de tônus muscular leva a impotência o que eleva o risco de Depressão Maior. Baseado em estudos sabemos que idosos com mais massa muscular vivem mais, ou seja tem uma longevidade maior. Dessa maneira, fica claro a importância da musculação no Idoso. É preciso lembrar que estamos falando de pessoas sem contraindicações, nas quais se não se enquadram artropatias e outras doenças. O profissional que deve acompanhar o idoso na musculação é o profissional de educação física para diminuir riscos de movimentos maus realizados, evitando consequências negativas. Então, vamos ser idosos mais fortes? Vamos praticar musculação?

Seja a sua melhor versão

 

Fonte: Folha PE | https://www.fitestrong.com.br/secaodesktop/colunas-e-artigos/1403/pratica-da-musculacao-deve-ser-incentivada-nos-idosos

Pagamento
Tecnologia

© 2021 - Mais Educa Eventos. CNPJ: 34.297.114/0001-67. Todos os direitos reservados.

commerceplus-logo
Chame no WhatsApp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, desempenho e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.

Continuar