Mais Educa Eventos

Compartilhando conhecimento

Você sabe o que é a Síndrome de Burnout?

. | postado em 27/05/2022

Você sabe o que é a Síndrome de Burnout?

27 Maio 2022  | Seção: Colunas & Artigos  |  Categoria: Artigos

   

Nas últimas décadas temos observado várias alterações nas condições de trabalho.

Com a globalização da economia e intensificação da concorrência, as organizações tiveram que investir cada vez mais em alta tecnologia, redução de custos, investimento em logística, reestruturação da produção, adequação do quadro de colaboradores, entre outras ações.

Para atender uma demanda cada vez mais exigente e com prazos cada vez mais curtos, de um consumidor que tem pressa, de um mercado competitivo, as organizações impõem aos seus colaboradores metas muitas vezes inatingíveis, sobrecarga horária e um ambiente de trabalho desgastante.

A Síndrome de Burnout se caracteriza por um esgotamento mental e físico, causado pelo estresse crônico, um nível alto de tensão no cotidiano do profissional. A SB traz prejuízos para o indivíduo e para a organização, pois compromete a produtividade e os resultados como um todo.

É uma doença ocupacional, que afeta milhares de pessoas no Brasil e no mundo. Ela pode afetar profissionais de diversas áreas, principalmente os profissionais da área da Saúde, como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, profissionais que trabalham em UTIs, entre outros. Também é muito presente em policiais, bombeiros, professores, atendentes de telemarketing e profissionais que lidam diretamente com o público (consumidor final), como exemplo, no ramo óptico.

Os sintomas da SB vão de leves à graves. Eles podem ser físicos, psíquicos e laborais. O individuo pode se sentir esgotado, ter dificuldades para dormir, ter dores pelo corpo, dores de cabeça, alteração de apetite, sensação de mal-estar e esgotamento. Ele pode ter dificuldades em se concentrar no trabalho, apresentar uma irritabilidade e se sentir frustrado. Pode ainda ter dificuldades nas relações com os superiores ou mesmo com os colegas de trabalho, ter dificuldades em delegar as tarefas e pode até ser necessário o afastamento do trabalho.

São várias as causas para o desenvolvimento da síndrome, como por exemplo, metas irreais, excesso de responsabilidades, conflitos nos relacionamentos com os colegas, falta de autonomia ou de reconhecimento por parte dos líderes, a sobrecarga horária, entre outras, todas relacionadas ao ambiente laboral.

O Ministério da Saúde (2001), indica como tratamento da SB e como prevenção algumas medidas como a psicoterapia, o acompanhamento médico com intervenção medicamentosa e ações psicossociais.

Para prevenção da síndrome, é importante que o indivíduo esteja atento e comprometido com o autocuidado, como a realização de atividade física, zelar pela qualidade do sono, ter atividades de lazer e equilibrar a vida pessoal e profissional, sem excessos.  Já a organização precisa investir em qualidade, tornar o ambiente de trabalho saudável, investir em treinamento, em informação, carga horária adequada, planos de carreira, benefícios em saúde mental e física.

 

Por que prevenir a SB?

Porque são muitos os prejuízos para o indivíduo e para as organizações. O profissional doente produz menos, e a empresa perde com isto. Empresas que têm uma recorrência de colaboradores afastados por Burnout tem um comprometimento da imagem, afinal ninguém quer trabalhar em uma empresa que não cuida do seu capital humano.

Profissionais esgotados faltam mais no trabalho (absenteísmo), e a empresa tem uma rotatividade maior de funcionários (turnover). Se o clima organizacional é ruim, aumenta-se o risco para o desenvolvimento da síndrome entre os colaboradores, acarretando na desmotivação das equipes.

É importante informar adequadamente, promover ações como workshops, grupos de apoio, atendimentos psicoterápicos individuais e em grupos. Promover o bem-estar dos colaboradores é promover a saúde do negócio. Investir na qualidade de vida das equipes é investir na qualidade de vida da empresa, fortalecendo a marca, a imagem e a confiança dos clientes, tanto os clientes internos (colaboradores), como os clientes externos (fornecedores, parceiros e consumidores finais).

É possível diminuir o estresse no trabalho, com ações conjuntas, indivíduo e organização, construindo melhores relações e condições, em prol de um ambiente mais saudável e produtivo, no qual todos lucram.

 

Sandra Evangelista - Psicóloga - CRP 06/177261

psisandraevangelista@gmail.com

(11) 99400 7944

Fonte:  Sandra Pereira Evangelista | https://fitestrong.com.br/secaodesktop/colunas-e-artigos/3057/voce-sabe-o-que-e-a-sindrome-de-burnout

Pagamento
Tecnologia

© 2021 - Mais Educa Eventos. CNPJ: 34.297.114/0001-67. Todos os direitos reservados.

commerceplus-logo
Chame no WhatsApp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, desempenho e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao continuar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Continuar