Mais Educa Eventos

Compartilhando conhecimento

Saiba quais são as cinco tendências fitness para 2022

. | postado em 19/12/2021

17 Dezembro 2021  | Seção: Colunas & Artigos  |  Categoria: Artigos

Diretor técnico da Bodytech pontua quais serão os movimentos do mercado fitness

 

O segmento fitness está se recuperando lentamente, mas de maneira otimista. Os clientes que congelaram o plano estão voltando a sua rotina de treinos e os novos alunos são, em sua maioria, pessoas que entenderam a importância da atividade física durante o período mais crítico e delicado da pandemia e agora dão início a sua jornada de saúde e bem-estar. Os treinos em casa foram uma adaptação importante, mas agora com o avanço da vacinação, chegou o momento de mudar de ares e voltar a se exercitar na academia.

"Sem dúvida alguma o clima atual do mercado fitness ainda é bastante desafiador e com inúmeras incertezas. Porém, acreditamos que o futuro pode ser extraordinário para aqueles que sobreviverem ao cenário existente. Todos devem estar preparados para mudanças que já ocorreram no que diz respeito aos comportamentos dos clientes e dos consumidores em geral. É impossível negar que a Covid-19 alterou a indústria fitness, todo o aprendizado deste período e as estratégias para manter os alunos ativos, nos mostraram quais serão as tendências que podem ajudar a prosperar em 2022", avalia Eduardo Netto, diretor técnico da Bodytech Company.

 

Saiba quais são as cinco tendências do mercado fitness para 2022:

 

1.  Busca pela saúde

A percepção da sociedade sobre a boa forma finalmente está mudando. Já faz tempo que sabemos da importância da prática regular dos exercícios físicos na promoção da boa saúde e na redução do risco de desenvolver doenças crônicas. 

"Apesar de inúmeros esforços da comunidade de saúde para esclarecer e educar os consumidores sobre os benefícios da atividade física para a saúde, infelizmente, e em particular no nosso país, a grande maioria ainda pensa em uma rotina de exercícios apenas como uma forma de atingir um resultado estético, seja na perda de peso ou no aumento da massa muscular", enfatiza Netto.

À medida que a comunidade médica começa a entender o papel do exercício para reduzir o risco de fatalidade pela COVID-19 e outras doenças, isso deve levar a um crescimento de novos consumidores em busca de condicionamento físico que precisarão da orientação de um profissional de Educação Física devidamente qualificado.

A pandemia trouxe um reconhecimento de que a atividade física é essencial e um meio de alcançar e manter uma ótima saúde. "Acredito que a partir de agora, o consumidor deve começar a adotar um estilo de vida mais saudável. Assim, o profissional de Educação Física deixa de apenas prescrever o melhor programa e passa a ter o papel de um consultor em saúde, qualidade de vida e bem-estar", pontua Netto.

 

2. Fitness Híbrido

O modelo de academia híbrida é imperativo, onde o cliente escolhe: quando, onde, como e com quem ele deseja treinar. A partir da experiência vivida durante o período da pandemia, foi possível combinar a vivência presencial com as transmissões de treinos e conteúdo, e a união das duas situações é o novo normal dos clientes.

Ao comparar o treinamento presencial e a distância, as academias vão continuar se destacando no que diz respeito à eficiência. O ambiente oferecido através de suas   instalações, oferta de equipamentos, segurança, conforto e agregado a tudo isso a supervisão profissional, proporcionam um enorme diferencial.  No treinamento virtual, existem barreiras importantes, que passam pela inadequação do ambiente, falta de privacidade e o mais importante, a enorme dificuldade de vencer a preguiça e renunciar à comodidade e ao conforto da sua cadeira.

"Vale destacar que para aqueles que desejem se exercitar, mas talvez não tenham tempo em suas agendas, o serviço virtual fornece uma ótima solução para maximizar o seu tempo. E pode ser uma alternativa excelente. Porém, acredito que no nosso segmento, são pessoas cuidando de pessoas. As novas alternativas já estão presentes e vieram para ficar. Apesar da nova onda de recursos tecnológicos, acredito que o componente humano fará a diferença para a indústria fitness atual e no futuro. O virtual, acima de tudo, será uma atividade complementar", ressalta o diretor técnico.

 

3. Atividades Outdoor

Para as pessoas que investiram em atividades ao ar livre desde o início da pandemia, saibam que vocês não estão sozinhos. Estatísticas da Runreeat.com de 2021, apontam que exercícios ao ar livre foram eleitos a melhor forma de manter o condicionamento físico no ano de 2021 por 59,1% dos adultos ativos, um aumento de 14,6% em relação ao início de 2020.

O desejo de realizar atividades tradicionais ao ar livre aumentou nos últimos dois anos. As pessoas estão cada vez mais se movimentando ao ar livre e encontrando novas maneiras de se manterem ativas. Uma tendência comportamental que está começando a surgir, onde os clientes novos e existentes procuram fazer exercícios ao ar livre e não apenas em uma área interna.

A grande dúvida é se essas mudanças são apenas devido a pandemia ou irão continuar?  "Ninguém sabe a resposta para essa pergunta, mas há indicações de que as mudanças serão permanentes. Acredito que possa ser uma excelente opção de atrair novos consumidores e acima de tudo de retenção dos atuais clientes. Mais do que nunca, se trata de uma excelente oportunidade de estender a experiência dos clientes para o ambiente outdoor", comenta Netto.

 

4. Autocuidado & saúde mental

A pandemia da COVID-19 e a recessão econômica resultaram negativamente na saúde mental de muitas pessoas.  O isolamento social, estresse em casa e no trabalho, somados ao medo de contrair a doença, alteraram de forma drástica a saúde, não só física, mas também mental da nossa população.

E, à medida que mais pessoas descobrem que estão lutando com problemas de saúde mental, como ansiedade, distração, depressão e problemas físicos, como dor crônica, existe a tendência que eles procurem terapias que não envolvem fórmulas farmacêuticas. Um dos aspectos positivos desse quadro, é que as pessoas começaram a pensar mais seriamente em sua saúde física e mental. 

Existe um interesse crescente em atividades como ioga, meditação e outras que podem ajudar os clientes a se ajustarem às circunstâncias atuais. "Temos a oportunidade de fazer parte da solução desse problema de saúde pública. É notável a mudança do cliente em direção ao exercício para os benefícios de saúde mental. Eles estão ansiosos para aliviar o estresse, e as atividades mind favorecem àqueles que buscam equilíbrio, serenidade e um sono de melhor qualidade", observa Eduardo.

O autocuidado é a grande tendência no momento, e implica em cultivar momentos de calma, relaxamento e bem-estar, refletindo sobre a saúde de forma integral: corpo, mente e espírito.

 

5.  Socialização

O isolamento social aliado ao home office, aumentou a demanda por serviços presenciais, seja da forma individual, seja coletiva.

A pandemia gerou uma mudança dramática nos ambientes de escritório, à medida que muitas empresas perceberam que existem inúmeras ferramentas de tecnologia que permitem que os colaboradores trabalhem remotamente enquanto permanecem conectados com seus colegas de trabalho.

Trabalhar em casa é conveniente, mas as pessoas sem dúvida querem a oportunidade de ter interações sociais pessoalmente em algum momento durante o dia, e muitos irão procurar nas academias, que oferecem uma experiência única, englobando a supervisão e orientação de um profissional, além de um ambiente de socialização.

Fonte:  FS Comunicação | https://fitestrong.com.br/secaodesktop/colunas-e-artigos/1747/saiba-quais-sao-as-cinco-tendencias-fitness-para-2022

Pagamento
Tecnologia

© 2021 - Mais Educa Eventos. CNPJ: 34.297.114/0001-67. Todos os direitos reservados.

commerceplus-logo
Chame no WhatsApp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, desempenho e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao continuar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Continuar